HOME                                                                                       DÚVIDAS                                                                               CONTATO


Início > Editora Casa de Palavras > Afrânio Coutinho
Afrânio Coutinho



clique na imagem para ampliar
 [imagemVersao1]


Disponibilidade: Imediata

R$ 30,00



Não era o que você procurava?
Envie-nos uma mensagem.

Gostou do produto?
Clique aqui e indique este produto para um amigo.
Características

Organizado inicialmente pelo homenageado, logo após a Fundação Casa de Jorge Amado propor reunir textos que foram escritos sobre sua vida e sua obra, a trajetória de Afrânio Coutinho está documentada em todo o corpo deste livro. Mas vale sempre falar mais sobre este baiano de 1911, nascido em Salvador, diplomado em medicina em 1931, carreira que não seguiu, tendo tornado-se bibliotecário da Faculdade de Medicina, a casa do Terreiro de Jesus, até 1942. Conjuntamente exercia a função de professor do ensino secundário, lecionando história, filosofia e literatura. Já sua obra literária, iniciada em 1932, escrevendo para jornais e revistas da Bahia e do Rio de Janeiro, tem o primeiro livro editado em 1935, um ensaio sobre Daniel-Rops. Cinco anos mais tarde, publica A filosofia de Machado de Assis. Em 1942, segue para os Estados Unidos da América, onde aprofunda os estudos, principalmente na crítica e na história literária. Retorna em 1947 e, três anos mais tarde, sai a sua tese ? Aspectos da literatura barroca. A obra de Afrânio Coutinho torna-se, assim, exponencial e obrigatória, e dentro dela vem a organizar, de leitura imprescindível, os volumes de A literatura no Brasil. Com seu trabalho, Afrânio Coutinho aprimora e renova a crítica literária e o ensino da literatura brasileira. É a vida de um mestre da literatura.

Este é o lado público. Apenas reafirmei o que já é sabido por todos. Mas o convite para escrever esse texto vem pelo lado pessoal, pois desde menino, na casa do Garcia, no veraneio na Amaralina, ou na casa da Barra, brincando com Eduardo e Graça, todos de férias aqui na Bahia, que o convívio com Afrânio já existia. A literatura só entra nessa história quando da adolescência, desejando escrever, estando ele de passagem pela Bahia, ao conversarmos sobre o assunto, e disto uma afirmativa: para escrever tem de ler, e ler muito. Saí com uma lista de leituras e um exemplar autografado da Introdução à literatura no Brasil. Algum tempo depois, voltamos a nos encontrar, só que agora quase que diariamente. Fui estudar Letras na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ele era o diretor. As conversas tornaram-se freqüentes, ele acompanha meus estudos, sou convidado para ser monitor na cadeira de literatura brasileira, onde era o catedrático, ele me indica como representante dos alunos na comissão de seleção de textos para publicação universitária, incentivando-me na editoração, serviço que depois, praticamente, tornou-se minha profissão, ao voltar a morar na Bahia.

Não é preciso me estender mais nessa caminhada. De forma direta posso dizer: Afrânio foi um dos meus mestres. Absorvi no que pude os seus conhecimentos, convivi com sua inteligência, a sua orientação, a sua observação, o seu incentivo aos meus primeiros passos. Tornar público este meu obrigado tornou-se, com a oportunidade deste livro, o objetivo deste texto. Agora posso finalizar, dizendo: é um privilégio de vida ter ao lado, como professor e como amigo, um mestre. Eu pude ter alguns. Está entre eles, Afrânio Coutinho, um mestre da literatura brasileira.

Texto escrito por Claudius Portugal


Autor: Autores diversos

Categoria: “Bahianos”

ISBN: 8572780254

Altura:   21 cm

Largura:  15 cm

Profundidade: 1  cm

Edição:  1 – 2003

 Idioma: Português

 Páginas: 118

“O resultado da venda deste produto é destinado aos projetos culturais da Fundação Casa de Jorge Amado.”

 

Produtos Relacionados


 

"O resultado da venda dos produtos é destinado aos projetos culturais da Fundação Casa de Jorge Amado."