HOME                                                                                       DÚVIDAS                                                                               CONTATO


Início > LIVROS > As mortes e o triunfo de Rosalinda
As mortes e o triunfo de Rosalinda



clique na imagem para ampliar
 [imagemVersao1]


Disponibilidade: Imediata

R$ 39,90



Não era o que você procurava?
Envie-nos uma mensagem.

Gostou do produto?
Clique aqui e indique este produto para um amigo.
Características

Publicado em 1965, ao lado de Marques Rebelo, Carlos Heitor Cony, João Antonio e Campos de Carvalho, entre outros, na coletânea de contos Os dez mandamentos,As mortes e o triunfo de Rosalinda ocupa um lugar sui generis na obra de Jorge Amado.
O autor definiu seu texto como "tentativa frustrada de estabelecer a escola do realismo anárquico" e o dedicou a Campos de Carvalho, expoente da literatura do absurdo no Brasil. Trata-se do jorro verbal, em primeira pessoa, do assassino confesso de Rosalinda, diante de um interlocutor que muda a todo momento: é alternadamente um militar, um bispo, um desembargador, uma madre superiora e outros representantes da autoridade.
Ao longo da sua dissertação, a própria Rosalinda se revela um ser fantástico, de muitas vidas e muitas mortes nos quatro cantos do planeta: "Rainha do Carnaval, princesa hindu, membro do comitê central de todas as confrarias eclesiásticas e de todos os partidos superados ou em via, madre superiora e pomba do pecado, dona de casa de mulheres-damas, presidenta da obra em benefício das mães solteiras, sem falar nos títulos universitários".
Em suas múltiplas faces, Rosalinda acaba sempre por colocar em xeque a supremacia masculina, levando seu amante a desejar destruí-la. Sátira feroz dos poderes instituídos, As mortes e o triunfo de Rosalinda subverte igualmente as convenções literárias e as prisões da lógica.
Ilustrado pelo artista gráfico Fernando Vilela e comentado pelo escritor angolano Pepetela, ganhador do prêmio Camões (1997), o livro faz parte da série de contos ilustrados de Jorge Amado, ao lado de O milagre dos pássaros e De como o mulato Porciúncula descarregou seu defunto.


Ilustrações: Fernando Vilela
Páginas: 72
Formato: 12.50 x 18.50 cm
Peso: 0.09100 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 08/03/2010
ISBN: 9788535915846
Coleção: Jorge Amado
Selo: Companhia das Letras
“O resultado da venda deste produto é destinado aos projetos culturais da Fundação Casa de Jorge Amado.”
 

Produtos Relacionados


 

"O resultado da venda dos produtos é destinado aos projetos culturais da Fundação Casa de Jorge Amado."